Entrevista com a Triatleta Georgia Zattar

Entrevista com a Triatleta Georgia Zattar Claudine recebe para o Quadro Mensagens da Alma a Triatleta Georgia Zattar. A joinvilense Georgia nos conta como iniciou suas atividades para se tornar uma triatleta de sucesso. História – Com uma bicicleta emprestada do pai, conquistou a segunda colocação na prova de estreia. Era o dia 17 de fevereiro de 2018 e o gostinho do pódio reacendeu em si a paixão pelos esportes. De lá para cá, foram 13 competições e 10 primeiros lugares. Provas regionais, Copa Brasil, Pan-Americano, todos os níveis de dificuldades e categorias. Agora, Georgia está prestes a estrear entre profissionais. A bicicleta enferrujada da primeira competição virou história e hoje Georgia compete e treina com uma de alta performance. A rotina começa diariamente às cinco da manhã, quando o relógio desperta. Vê o sol nascer já na rodovia, onde pedala ao menos 50 quilômetros (quando o treino é leve), para então correr e nadar. São 3 horas diárias de treinos, no mínimo, em meio a uma rotina que conta ainda com o internato do último ano de Medicina. Este é um momento especial na vida de Georgia, que reencontrou a alegria ser atleta em meio ao sonho de se tornar médica. 2019 será lembrado como o ano em que tornou-se oficialmente uma atleta profissional e concluiu o curso de Medicina. “Foi a melhor coisa da minha vida”, diz com lágrimas nos olhos, “Estou vivendo um sonho”. Georgia vive diariamente as dores e superações que a vida de atleta exige. Sabe da responsabilidade e dedicação necessárias para alcançar seus objetivos. E, na manhã do dia 1º de setembro/19, na Suíça, Georgia vai mergulhar no lago Léman, pedalar e correr pelas ruas de Lausane, tornando realidade o sonho que sempre carregou consigo: médica e atleta profissional.

Deixe seu comentário