Bolshoi Brasil – Do Clássico ao MPB

BOLSHOI BRASIL APRESENTA “DO CLÁSSICO AO MPB” Nos dias 15 e 16 de maio, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil sobe ao palco para apresentar o espetáculo “Do Clássico ao MPB”. O evento, que acontece às 20h, no Teatro Juarez Machado, conta com o apoio das empresas Metronorte, Rôgga, Condor, Hapvida e Madville. Na abertura da noite, o publico irá prestigiar trechos de balés renomados como “Raymonda”, “Don Quixote” e “Chamas de Paris”, além das danças populares brasileiras que prometem animar a noite. Já o segundo ato será marcado pela reestreia de “Jurei pro amor um dia te encontrar”, de Jomar Mesquita. O coreógrafo mineiro esteve em Joinville, durante os meses de abril e começo de maio, para a remontagem deste trabalho, que se tornou um dos mais marcantes da instituição. O balé trata de amor, encontros, partidas e mudanças inesperadas que acontecem na vida a dois, onde uma linguagem própria e inovadora com as danças a dois foi desenvolvida para este trabalho, que retrata a dança contemporânea de forma singular. A dança traz músicas de compositores conceituados como Cartola, Otto, Milton Casquinha, Baden Powell e Vinícius de Moraes. Sua estreia, em 2010, foi protagonizada pelos bailarinos da Cia Jovem Bolshoi Brasil, e na época faziam parte do elenco Erick Swolkin, atual bailarino do Teatro Bolshoi de Moscou e Luiza Yuk, da São Paulo Cia de Dança, além de outros ex-bailarinos que deixaram sua marca na interpretação desse balé, e hoje dançam em palcos do mundo. Este nova versão foi moldada aos bailarinos da Cia. Jovem atual. “O que mais amo nesse balé é a conexão com o outro, a escuta através do corpo, e a história contada pelos movimentos. Está havendo um diálogo entre cada casal, e é muito interessante ver a entrega dos bailarinos em cena”, completa Jomar. JOMAR MESQUITA Professor, coreógrafo e bailarino, é diretor da Mimulus Escola de Dança e Mimulus Cia de Dança desde 1990, onde desenvolveu uma linguagem própria e inovadora com as danças a dois. Seus espetáculos já receberam inúmeras premiações e reconhecimento por parte da crítica especializada, sendo apresentados em cerca de 80 cidades brasileiras e mais de 15 países. Contribui para uma melhor formação dos profissionais da área através de iniciativas pioneiras em oferecer uma formação e uma visão mais ampla e abrangente da dança na área artística e da educação.

Deixe seu comentário